Marupá e a agregação da consciência do coração

Em diversas tradições espirituais a morada do Espírito é no centro cardíaco (Anhata Chakra). É o ponto de processamento dos sentimentos, aonde a energia amorosa que nos conecta ao todo pode ser irradiada e expandida. Para o caminhante espiritual, o processo de abertura do centro cardíaco é o que promove maiores mudanças na vida.


Expandir o amor, se inicia com o processo de auto-amor. Escolhas mais amorosas para o nosso corpo, para nossa mente, em nossas relações. E pouco a pouco, essa expansão do amor interno passa a espelhar na realidade externa. Vamos buscando trabalhos que estejam mais alinhados com as trocas de amor, vamos nos cercando de relações que estejam pautadas no exercício do amor.


Para iniciar esse processo, precisamos aprender a ouvir a voz do coração. Hã... Como assim? Dentre tantas vozes que ouvimos ecoar em nós (a voz da sociedade, a da familia, das nossas próprias crenças e julgamentos)... como podemos saber qual delas é a voz do coração?


O coração fala conosco numa linguagem diferente. Na linguagem da vibração. "Tudo que nos faz sentir bem, confortáveis, aliviados e integrados com nós mesmos, é a verdade de nosso coração" - Gasparetto

Sabe aquele "pré-sentimento" que temos antes de certas situações. Ou aquela "sensação" de estar tudo certo, ou de ter algo estranho... que não sabemos explicar em palavras? É essa sabedoria. A ampliar a voz da VERDADE em nós requer uma prática diária. O exercício da meditação, da respiração consciente, da presença no corpo e em nós mesmos.


Nesse aspecto, a essência floral do Marupá Branco nos auxilia. O Marupá é uma Grande Árvore, que nada cresce ao seu redor. Ele tem uma conexão firme com o alto. "Do alto do céu capto ondas regeneradoras que me abastecem e se manifestam na capacidade de agregar os elementos e revitalizá-los." - (Trecho da Mensagem do Marupá Branco)




Com sua atuação AGREGADORA. Ele vem com a leveza e sutileza do AR, devolver a nós mesmos as partes que ficaram nos emaranhados alheios. Trazendo-nos de volta ao nosso centro, firmando a matriz original.


Neste momento planetário, onde estamos conectados demais nas redes e sempre interagindo com diversas energias, sem as vezes nem ter consciência de tudo que estamos nos conectando. O Marupá tem me ajudado a relembrar, o quanto é importante silenciar e repousar na sabedoria do coração.


"Eu sou um equilíbrio perfeito de sublime dadivosidade. Do meu coração flui misericórdia e se distribui equitativamente, favorecendo tudo que se conecta com o meu ser."

Assim falei, com muito amor

Priscila Rivas,

Eterna aprendiz dos mistérios da vida.

 

Gostou desse texto?

Se inscreva em nossa newsletter para receber os lembretes de cada novo texto do blog!


Interessou em experimentar o poder das essências da florais da Floresta Amazônica?

Agende uma Sessão (98) 983530915


Fonte das mensagens da essência floral Balum.

Site: https://www.floraisdaamazonia.com.br/flores

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo